Página inicial → Notícias

Notícias

23/11/2015

“Halloween – festa para os mortos”

“E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas, antes, condenai-as. Porque o que eles fazem em oculto, até dizê-lo é torpe. Mas todas essas coisas se manifestam, sendo condenadas pela luz, porque a luz tudo manifesta.” (Ef 5.11-13)

A origem do Halloween remonta às antigas tradições dos povos celtas, especialmente uma festa chamada de “festival de Samhain – o senhor da morte”. Neste festival os sacerdotes druidas construíam grandes fogueiras nas quais animais e seres humanos eram sacrificados.

Quando Roma conquistou esses povos reprimiu esse festival, mas não conseguiu extinguir a devoção do povo. Como a igreja romana também não foi capaz de fazer as pessoas abandonarem suas práticas pagãs, deu a elas um caráter religioso, e, assim, a celebração passou a homenagear “todos os santos” que haviam morrido. Na prática, a festa continuou homenageando os mortos.

Na Irlanda essa tradição permaneceu e as pessoas comemoram fazendo fogueiras e as crianças andam nas ruas exclamando o famoso “tricks or treats”, que significa “doces ou travessuras”. Foram os imigrantes irlandeses levaram essa tradição para os Estados Unidos. Hoje em dia, esse feriado é tão famoso na América que só perde para o Natal em questão de entretenimento.

No Brasil, o halloween, que também é chamado de “dia das bruxas”, se infiltrou nas comemorações, ditas culturais, e, hoje, pode ser visto nas escolas, clubes e shoppings, conquistando muitos adeptos principalmente entre os jovens que se reúnem promovendo festas à fantasia com motivos de “horror”.

A festa das bruxas não é uma festa cristã, não tem nada a ver com a cultura ou folclore brasileiro, e mesmo que tivesse, é uma festa dedicada à magia, à bruxaria e às crendices, não cabendo na vida de um cristão lavado e remido pelo Sangue do Cordeiro de Deus.

Quando muita gente pratica algo, não significa que aquilo que está sendo praticado seja certo. O fato de alguns crentes, e, para nosso ‘espanto’, algumas igrejas aderirem às práticas do mundo, não faz com que o erro se torne em acerto, nem que a escuridão se torne luz.

Não devemos “ignorar” e muito menos “apoiar” o que o diabo lança no mundo, travestido de cultura, uma festa como essa, pois se assim procedermos nunca teremos vitória em Cristo Jesus.

É meu dever como pastor da igreja trazer este assunto à tona, alertar aos irmãos de onde e como surgiu esta comemoração. Não se deixem seduzir meus queridos irmãos, não vistam seus filhos com fantasias de bruxas, por mais inocente que possa parecer – a meu ver não parece – para pedirem ou distribuírem doces.

Ensinemos às nossas crianças a fazerem a diferença entre o santo e o profano, entre o que agrada a Deus e o que não agrada, só assim, com o conhecimento da Palavra de Deus, elas não se sentirão alienadas e deslocadas no seu ambiente escolar.

Estejamos alertas, vigiando sempre porque o inimigo das nossas almas anda em nosso derredor, como um leão, buscando a quem possa tragar.

Muita gente (e até crentes) consideram o Halloween como uma festa inofensiva para os seus filhos, que lhes permite “fantasia e diversão”. Eu pergunto: Vestir-se como fantasmas, demônios e bruxas é uma atitude cristã? Se estamos empenhados em servir a Cristo, devemos nos separar das coisas do mundo.

Um olhar honesto revelará que nada nesta festa glorifica o nome de Deus. Pelo contrário, é uma festa que aponta para o satanismo, para o medo e para a gula.

Como cristãos que somos devemos celebrar o nosso culto racional de louvor e adoração ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Festejemos a vida com gratidão pela salvação que nos foi dada. Devemos tomar cuidado com a invasão de costumes, práticas e ritos que possam nos levar a festejar divindades míticas ou entidades pagãs.

Que comunhão tem a luz com as trevas? Que harmonia há entre Cristo e Belial?

Celebremos a vida, pois Jesus Cristo veio a este mundo para nos dar VIDA ABUNDANTE.

“Para que todos sejam um”

Martim Alves da Silva

Pastor Presidente

 

VOLTAR
Últimos boletins
Vida Abundante
Setembro de 2017

Setembro de 2017

CGADB
Rádio Nordeste Evangélica
O CIADE faz bem

Igreja Evangélica Assembléia de Deus no Rio Grande do Norte

Rua Manoel Miranda, 251, Alecrim - Natal/RN

CEP: 59037-250 - Tel.: 55 (84) 3311-4605